Carrinho 0

Os benefícios do Pilates durante a gravidez

gravidez

Praticar Pilates durante a gravidez traz inúmeros benefícios para a gestante!

 Pilates na gravidez


O Pilates é um método composto por exercícios físicos de alongamentos e fortalecimento que utilizam principalmente o peso do próprio corpo na sua execução. É uma técnica de reeducação do movimento que visa trabalhar o corpo como um todo, trazendo equilíbrio muscular e mental. Seus exercícios têm como objetivo estimular a força e flexibilidade, ajudando a melhorar a postura e a alongar e tonificar os músculos sem exageros.

A queixa ortopédica mais comum entre as gestantes é a dor lombar.

Ela é frequente devido ao aumento de peso e modificações fisiológicas que ocorrem nas curvaturas da coluna para a adaptação do bebê. Esta queixa pode ser prevenida e amenizada através da prática de Pilates. "Como gestante praticante de Pilates, me sinto mais disposta e sem dores na coluna", conta a fisioterapeuta Drª. Juliana Sena (CREFITO/3 159214-F).

Pilates na gestação


Grávida de 7 meses, em sua segunda gestação, a Drª. Juliana é praticante e instrutora de Pilates há mais de 7 anos. Ela ministra aulas customizadas para pacientes gestantes, com foco no fortalecimento do assoalho pélvico, mobilização do corpo e alinhamento da postura (nas fotos desta reportagem, ela demonstra alguns dos exercícios trabalhados em aula!). 

"A prática do Pilates também ajuda na hora do parto, pois a futura mamãe aprende a controlar a musculatura da zona pélvica e a respirar de maneira profunda e ritmada para acompanhar as contrações", completa.

A Drª. Patricia D. Ortolan (CREFITO/3 167472-F), fisioterapeuta e instrutora de Pilates, explica um pouco mais sobre o assunto.

Quais os benefícios de praticar Pilates durante a gravidez?

O Pilates para a gestante ajuda no fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico, que é responsável pela continência urinária; na estabilização e fortalecimento da coluna, principalmente na região lombar, que sofre com o aumento de peso na gestação por ser onde o bebê está apoiado; no realinhamento postural, que é normal ficar modificado na gestante; na estabilização das articulações, que ficam hipermóveis devido aos hormônios gestacionais; e no alívio de tensões e dores decorrentes das modificações do corpo.

Com que frequência a gestante pode realizar as aulas?

O correto é a gestante seguir a orientação de seu ginecologista quanto a frequência e em qual momento pode iniciar o Pilates, mas geralmente é indicado de duas a três vezes na semana.

Quais são os principais tipos de exercícios recomendados para a gestante e quais devem ser evitados?

Os exercícios indicados são os que promovem alinhamento e consciência corporal: estabilização da coluna e articulações; mobilizações e alongamentos, principalmente de quadril; fortalecimento de assoalho pélvico; e estabilizadores de ombro e tronco superior, para a gestante não sentir dores decorrentes do aumento de peso da mama e se preparar para segurar o futuro bebê. São contraindicados exercícios que aumentem a pressão intra-abdominal, que podem levar desconforto para a mãe e para o bebê. E não podemos esquecer das dores e da condição prévia e atual de cada gestante e outras contraindicações que possam vim de seu médico ginecologista.

Pilates para grávida


A Drª. Patrícia Ortolan e a Drª. Juliana Sena são fisioterapeutas no Espaço Prime Saúde. Entre em contato para fazer uma sessão sem compromisso e tirar suas dúvidas!

Espaço Prime Saúde
facebook.com/espacoprimesuasaude
Rua Pires de Oliveira, 1128 - Chácara Santo Antônio (Zona Sul) - São Paulo (SP)
Telefone: (11) 99124-7991

Para saber mais:
revistapilates.com.br/o-que-e-pilates
blogpilates.com.br/razoes-pratica-pilates-na-gravidez

Fotos: Acervo pessoal

 

Veja outras dicas sobre maternidade:
Os benefícios do aleitamento materno!
Dicas para a hora de amamentar!
Baby Pima apoia a Semana Mundial da Amamentação 2018!
Qual a melhor posição para a grávida dormir?
Você sabe como medir o tempo da gestação?
A importância da música durante a gestação
Os sons e o vínculo afetivo durante a gravidez 



Postagem anterior Postagem seguinte


Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados