Carrinho 0

Umbigo do bebê: Quais cuidados devemos ter?

cuidados com bebê

Há poucas coisas que intrigam tanto as mamães e os pais de primeira viagem como os cuidados com o umbigo do bebê. Ao mesmo tempo que se trata de algo simples, há muitos medos, anseios e mitos que rondam em torno desse assunto, fazendo com que seja um momento de ansiedade para quem está vivendo tantas experiências novas.

Para ajudar nessa fase, separamos algumas dicas de cuidados e ainda informações importantes que lhe passarão maior confiança. Preparado? Acompanhe a leitura!

Como cuidar do umbigo do bebê?

1. Higienize as suas mãos previamente

Para evitar o risco de infecções, higienizar as mãos antes de realizar a troca de fralda e limpeza do umbigo é muito importante. Por isso, lave bem as mãos com água e sabão, além de secar bem com um pano limpo e utilizar álcool 70% em seguida. Lembre-se que o recém-nascido ainda não apresenta um sistema imunológico maduro, sendo qualquer infecção mais arriscada nessa fase.

2. Limpe o coto umbilical sempre que trocar a fralda

A limpeza do coto umbilical deve ser feita a cada troca de fralda, evitando assim que haja a proliferação de bactérias. Para isso, utilize um cotonete umedecido em álcool 70% e passe por toda a extensão umbilical, não se esquecendo de levantar o coto e higienizar a parte inferior. Após isso, seque o umbigo do bebê com uma haste flexível seca.

3. Lave o coto umbilical durante o banho

Ao dar banho no bebê, lave a área umbilical com sabonete e água. Após isso, seque com uma toalha limpa e macia. Utilize novamente a haste flexível umedecida com álcool 70% e seque bem o local.

4. Procure por fraldas que tenham uma cavidade para o umbigo

Como cuidar do umbigo do neném recém-nascidoPara evitar traumas na região é aconselhável utilizar fraldas que possuam um recorte umbilical. Alguns modelos próprios para recém-nascidos apresentam essa característica. Entretanto, trata-se de um cuidado a mais! Quem não tiver acesso a essas fraldas específicas, basta ter cautela para não pressionar demais essa região.

Além disso, evite roupas que sejam apertadas nas proximidades do umbigo, garantindo que a área não fique abafada e muito pressionada.

5. Atente-se aos sinais de infecção

Esteja atento a qualquer sinal de infecção, como febre, secreção amarelada ou purulenta, odor ruim, vermelhidão e inchaço. Qualquer um desses sintomas deve ser verificado.

6. Mantenha o cuidado posteriormente

Após a queda do umbigo, continue com os cuidados por alguns dias até que a cicatrização ocorra por completo.

Mitos e informações sobre o umbigo do bebê

Quando o coto umbilical cai?

É comum o coto umbilical cair entre 7 a 15 dias de nascido. Contudo, alterações nesse prazo nem sempre significam algum problema.

É necessário utilizar algum produto específico, moedas ou cinteiros?

Não. Lembre-se que o bebê é muito sensível e qualquer um desses produtos ou projetos podem acarretar maiores riscos de infecções e lesões na pele do recém-nascido.

O que são considerados sinais de alerta?

Todo sintoma de infecção é um sinal de alerta. Portanto, se o recém-nascido apresentar febre, inchaço e vermelhidão no local, é indicado procurar auxílio médico.

O umbigo sangrou, e agora?

É comum o umbigo sangrar um pouco, de forma leve, inclusive após a queda. Entretanto, sangramentos maiores e acompanhados de outros sintomas devem ser avaliados. 

Agora que você já sabe tudo sobre os cuidados que se deve ter com o umbigo do bebê, não deixe de acompanhar os outros artigos do nosso blog para se manter informado e confiante!


Texto: Andreza Almeida, bióloga, redatora e educadora perinatal

Foto: Yynalya / Freepik

Veja outras dicas de maternidade do Blog da Baby Pima:



Postagem anterior Postagem seguinte


Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados