Carrinho 0

Quando começar a introdução alimentar?

cuidados com bebê

Muitas dúvidas estão relacionadas à criação e saúde dos filhos. Uma delas e bastante polêmica é quando começar a introdução alimentar. Esse é um questionamento bastante pertinente, pois ainda há muitas informações desencontradas e opiniões que incentivam a alimentação antes da idade ideal.

Se você deseja entender um pouco mais sobre o assunto, continue com a leitura.

Introdução alimentar: Há uma idade adequada?

Segundo recomendações da Sociedade Brasileira de Pediatria, a introdução alimentar deve ser feita após o sexto mês da criança. É, justamente, nessa fase que o bebê apresenta os sinais de desenvolvimento neuropsicomotor, além de amadurecimento intestinal e renal para processar os alimentos.
 
Já para crianças prematuras, deve-se utilizar a idade corrigida e observar os sinais de prontidão para que a introdução alimentar seja efetiva. 

Sendo assim, o aleitamento materno ou a fórmula láctea devem ser os únicos alimentos para bebês menores de seis meses.

Por que esperar para iniciar a introdução alimentar?

A introdução alimentar precoce não demonstra nenhum benefício para a criança, muito pelo contrário! Introduzir sólidos antes do tempo pode ocasionar o desmame, que é muito prejudicial à criança, já que o leite materno deve ser o principal alimento até o primeiro ano, conferindo toda a imunidade e nutrientes que o bebê precisa.

Quando introduzir a alimentação sólida do neném?
Além disso, o sistema imunológico e gastrointestinal da criança é ainda imaturo nos primeiros seis meses, podendo ser sensibilizado e ocasionar alergias alimentares. Do mesmo modo, a exposição alimentar precoce pode desregular esses sistemas.

Um mito que gira em torno da introdução alimentar precoce é que o bebê tenderá a ganhar mais peso com a ingestão de sólidos. Isso não é verdade, pois o leite materno apresenta uma quantidade muito maior de gordura que os alimentos apresentados ao bebê nessa fase.

Agora que você está convencido de que não há nenhum benefício comprovado para a introdução alimentar precoce, veja quais são os sinais de prontidão para iniciar a ingestão de sólidos.

 

Quais são os sinais de prontidão para a introdução alimentar?

Ao completar o sexto mês, a criança, em geral, já adquiriu algumas habilidades necessárias para que a introdução alimentar seja efetiva. Entretanto, isso pode acontecer até o oitavo mês ou de acordo com a idade corrigida dos prematuros, e está tudo bem! Os principais sinais de prontidão para o início da introdução alimentar são:

  • Sentar sem apoio
  • Levar objetos até à boca
  • Demonstrar interesse pelos alimentos
  • Perda do reflexo de propulsão da língua
  • Firmeza da cervical

Esperar a aquisição dessas habilidades é importante para evitar possíveis problemas com engasgos e, até mesmo, com a rejeição à comida. Por isso, conecte-se ao seu filho e atente-se a essas dicas, se certificando de que ele está pronto para esse momento.

É muito comum surgirem questionamentos sobre quando começar a introdução alimentar. Nesse sentido, para que a apresentação de alimentos seja bem aproveitada sem significar danos à saúde, é muito importante seguir as recomendações dos órgãos competentes, oferecendo o alimento quando o seu bebê tiver a idade adequada e também os sinais de prontidão.

Dessa forma, a introdução alimentar só trará benefícios ao seu pequeno, não só nutritivamente, mas também na aquisição de habilidades motoras e cognitivas.


Texto: Andreza Almeida, bióloga, redatora e educadora perinatal

Foto: Prostooleh / Freepik

Veja outras dicas do blog Baby Pima sobre gestação e cuidados com o bebê:



Postagem seguinte


Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados